OPERAÇÕES DE CRÉDITO - Rotinas operacionais

ANTECIPAÇÃO DE RECEBÍVEIS; 
O BMG estrutura operações vinculadas a contratos, performados (na emissão de Notas Fiscais) ou a performar (na antecipação de Contratos), de diversas origens, disponibilizando os recursos diretamente na conta corrente da empresa. Assim, a empresa pode efetuar saque ou amortização diretamente através do Internet Banking.

  • Foco de atuação: empresas prestadoras de serviços ou fornecedora de produtos que possuam contratos estáveis;

  • Modalidade:

    • PERFORMADOS – preferencialmente para empresas com fat. anual igual ou inferior a R$ 40 MM anuais, na antecipação de Notas fiscais;

    • A PERFORMAR - preferencialmente para empresas com fat. Anual superior a R$ 40 MM na antecipação de contratos em vigor.

  • Nota: É necessário que o órgão ou empresa pagadora aceite a trava do domicílio bancário;

  • Análise: Em algumas situações é possível antecipar contratos com faturamento anual inferior a R$ 40MM.

 

ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA DE IMÓVEIS;
Produto competitivo e eficiente, que vem tendo uma boa adesão junto a empresas no segmento da Construção civil que possuam Qualquer imóvel urbano, esteja pronto, em construção ou até mesmo um lote de terreno.

  • Foco de atuação: empresas preferencialmente do setor construção que necessitem de recursos para investimentos ou capital de giro.

  • Valor Mínimo: R$ 2,0 MM;

  • Total liberado: Valor correspondente a 50% do valor de avaliação do imóvel;

  • Prazo Máximo: 60 MESES a ser definido em função do porte da empresa/negócio).

ANTECIPAÇÃO DE CRÉDITOS DO SUS;
O consignado SUS é uma linha de crédito descomplicada e exclusiva para entidades de saúde como Santas Casas, Hospitais, Clínicas, Laboratórios, etc. Com ele é possível antecipar os valores a receber do Ministério da Saúde / FNS e pagar em 12, 18 e 24 meses. Boa oportunidade para utilizar os recursos como capital de giro, realizar pagamentos a fornecedores, reformas, compra de equipamentos (sem alienação do bem), modernização das instalações, provisão e pagamento do 13º salário de funcionários e outras aplicações.
Critérios:

  • Fundação mínima de 5 (cinco) anos;

  • Hospitais e clínicas de no mínimo média complexidade;

  • Possuir no mínimo de 50 leitos;

  • Empresas privadas ou fundações;

  • Prazo máximo de 60 meses;

  • Taxa mínima de 1,65 % a.m.;

  • Não possuir crédito baixado no bacen;

  • A soma dos restritivos nos últimos 06 meses não poderá ser superior a 2 (duas vezes) o faturamento mensal;

  • Operação de no máximo 90% da margem consignável (margem consignável = 30% do faturamento;

  • Carência de 60 dias (tempo de formalização no sus pode chegar a 45 dias);

  • Não possuir crédito vencido no bacen a mais de 90 dias.

 

RECOMPRA DE CRÉDITOS DO SUS;
Para operações de recompra de dívidas de contratos de antecipação do FNS / SUS, contraídas com outras instituições financeiras.
Critérios:

  • Os mesmos apresentados para operações de antecipação;

  • Esta operação de recompra só poderá ser realizada se pudermos quitar no BMG a dívida, mediante boleto bancário emitido pelo Banco aonde existe a dívida.

FINANCIAMENTO DE PRODUÇÃO – SETOR SUCROALCOOLEIRO;
Voltado ao financiamento da produção e da estocagem de álcool etílico combustível pelas empresas do setor.
Target:

  • Usinas produtoras de álcool etílico;

  • Destilarias;

  • Empresas de comercialização de açúcar e álcool etílico combustível;

  • Cooperativas de produtores de álcool.

Operações - Podem ser divididas em 4 formatos:

(1) Operação Com Alienação Fiduciária de Cana de Açúcar

Exposição Máxima      R$ 8,0MM por cliente ou 20% do valor da cana própria (vale o menor)

Prazo Máximo            12 meses

Carência                    Máximo de 60 dias

Juros                         Mensais na entressafra / 06 PMTs (P+E) no período da safra

Amortização               P+E durante a safra

Garantias                   150% de cana / 130% produto final – açúcar ou álcool -Cana em pé, em terra própria e em terra de terceiros

Monitoramento           Cana monitorada com fiel depositário do armazém geral (Control Union, EBW, Alex Stewart)

 

OBS. Cana poderá ser substituída por açúcar ou álcool

 

(2)   Operação com Penhor Mercantil de Açúcar ou Álcool – Warrant

Exposição Máxima        R$ 8,0MM por cliente

Prazo Máximo              12 meses

Carência                      Máximo de 60 dias

Juros                           Mensais

Amortização                 Quando da venda do produto

Garantias                     130% do valor do produto - Produto depositário em armazém de terceiros

Monitoramento             Produto monitorado com fiel depositário do armazém geral (Control Union, EBW, Alex Stewart)

 

(3)   Operação de Alienação Fiduciária de Imóvel

Exposição Máxima         R$ 8,0MM por cliente

Prazo Máximo               24 meses

Carência                       Máximo de 60 dias

Amortização                  Juros mensais na entressafra - P+E durante a safra – ½ por safra

Garantias                      Alienação da terra + cana plantada: 200% da avaliação da terra em relação a operação

 

OBS.Imóvel objeto da garantia da usina ou dos sócios

 

(4)    Operação com recebíveis da Cooperçúcar

Exposição Máxima           R$ 8,0MM por cliente

Prazo Máximo                 12 meses

Carência                         Máximo de 60 dias

Produto                          Depositado em armazém da Cooperçúcar ou por ela operado - Trava bancária  (modelo da cooperçúcar)e documento de fiel depositário junto a Cooperçúcar

Garantias                        130% de garantia de produto final

 

CESSÃO DE DIREITOS CREDITÓRIOS – PETROBRAS.

  • Target: Empresas prestadoras de serviço para a Petrobras.

  • Operações - Podem ser divididas em 2 formatos:

    • CESSÃO DE CRÉDITO DO CONTRATO PETROBRAS X FORNECEDOR

       

       

      • Fornecedor solicita diretamente ao gerente do Contrato na Petrobras a autorização da cessão de direitos creditórios;

      • Gerente da Petrobras acusa do recebimento e em seguida irá redigir a resposta autorizando a cessão. Somente quando o Gerente Petrobras tiver respondido por escrito, é que a cessão é efetivada no SAP/Petrobras;

      • Nesta situação, após efetivada a cessão do contrato, torna-se possível negociar qualquer Nota Fiscal, pois o crédito irá sempre para o domicílio BMG, ou ainda, é possível antecipar um % do valor do Contrato;

      • Fluxo: fornecedor => gerente de contratos => fornecedor => banco.

 

  •  

    • TRAVAMENTO DO PAGAMENTO DE NOTA FISCAL

      • Cliente (fornecedor Petrobras) possui Notas Fiscais e quer negociar com o Banco;

      • Após negociação conclusa, dá entrada no Contas a Pagar que ele habitualmente utiliza junto com a Carta de Trava de domicilio da Nota Fiscal (anexo Modelo Trava BM Performado);

      • Após isso, cliente entrega ao Banco a Carta (anexo) original com protocolo do Contas a Pagar Petrobras e cópia da Nota Fiscal também com mesmo protocolo;

      • Esta Carta (que foi entregue no Contas a Pagar), é encaminhada internamente para o Centro de Operações/Petrobras para conferência e assinatura. Somente após assinada a Carta, é que podemos efetivar a operação com o cliente;

      • Fluxo: fornecedor => contas a pagar => centro de operações/BA => banco.

© 2023 por Rodrigo Vasconcellos. Criado por rvascon@gmail.com